O poder da nutrição

O poder da nutrição

Vitaminas e minerais são absolutamente essenciais para garantir uma gravidez saudável, tanto para a mãe quanto para o bebê.

A saúde da mãe está intimamente ligada com a do bebê. Durante as 40 semanas, os nutrientes disponíveis no corpo da mãe serão transferidos para o bebê e, muitas vezes, em altas doses. Uma suplementação pré-natal levará benefícios para ambos durante e após o período gestacional. Além de nutrir o bebê, ômega-3 e as vitaminas serão fundamentais para a hora em que ele chegar e a mamãe precisar de disposição e energia para este momento tão especial.

PARA O

BEBÊ

Cada nutriente desempenha um papel específico no seu crescimento e desenvolvimento. Além da parte da construção física e cognitiva, vitaminas e minerais ajudarão a fortalecer o sistema imunológico, aumentarão a resistência a infecções e diminuirão o risco de doenças ao longo de suas vidas.

PARA O

BEBÊ

Cada nutriente desempenha um papel específico no seu crescimento e desenvolvimento. Além da parte da construção física e cognitiva, vitaminas e minerais ajudarão a fortalecer o sistema imunológico, aumentarão a resistência a infecções e diminuirão o risco de doenças ao longo de suas vidas.

Vitaminas

Vitamina C

Diminui o risco de pré-eclâmpsia.

Vitamina K

Importante para a cascata de coagulação sanguínea.

Vitamina H

Necessária para a rápida divisão das células do feto em desenvolvimento.

Vitamina E

Durante a gravidez, a vitamina E é um importante antioxidante e ajuda a defender as células.

 
Vitamina A

No desenvolvimento do bebê, participa da formação do coração, olhos, ouvidos e membros. Para a saúde materna contribui para o aumento da resistência a infecções, melhora da imunidade e reduz o risco de mortalidade.

Vitamina D

Previne a pré-eclâmpsia, diabetes gestacional, raquitismo, nascimento prematuro, autismo e outras desordens psiquiátricas.

Ácido Fólico

O ácido fólico (vitamina B9) ajuda a formar o tubo neural da criança e é tão importante que os médicos o indicam desde o período periconcepcional.

Complexo B

As vitaminas do Complexo B possuem funções mutuamente complementares e necessitam uma da outra para que realizem suas funções no organismo.

Minerais

Um estudo publicado em Pediatrics concluiu que a ingestão maternal de ômega-3, durante a gestação e lactação, aumentou o QI das crianças aos 4 anos de idade.

Um estudo publicado em Pediatrics concluiu que a ingestão maternal de ômega-3, durante a gestação e lactação, aumentou o QI das crianças aos 4 anos de idade.

O CÉREBRO HUMANO É COMPOSTO POR QUASE

60% DE GORDURA

Importante para a formação da membrana externa das células cerebrais, ela permite uma troca rápida e mais eficaz de ‘mensagens’ entre as células nervosas. No momento de maior desenvolvimento da massa estrutural do cérebro do bebê – durante o 2º trimestre e, principalmente, 3º trimestre gestacional, estendendo-se para a lactação – a ingestão de ótimas quantidades de ômega-3 pela mãe pode repercutir positivamente durante muitos anos na vida do seu filho.

Benefícios comprovados do uso do ômega-3 na gestação

icones

Crianças de mães suplementadas com ômega-3 apresentam melhor processamento mental, aprendizado, memória, desenvolvimento psicomotor e coordenação mãos-olhos, bem como prevenção do déficit de atenção.

icones2

Efeito positivo na visão da criança. O DHA é uma das principais gorduras estruturais na retina do olho, sendo responsável por até 60% do total de ácidos graxos poli-insaturados (PUFA).

icones3

Níveis adequados de DHA na dieta parecem ser cruciais para a construção de resiliência neuronal de longo prazo para um ótimo desempenho cerebral e ajudar na batalha contra doenças neurológicas.

icones4

Melhor saúde gestacional e no parto. Melhor crescimento e desenvolvimento dos bebês.

icones5

Maior adaptação ao estresse durante a gestação e prevenção de depressão perinatal.

Crianças de mães suplementadas com ômega-3 apresentam melhor processamento mental, aprendizado, memória, desenvolvimento psicomotor e coordenação mãos-olhos, bem como prevenção do déficit de atenção.

Efeito positivo na visão da criança. O DHA é uma das principais gorduras estruturais na retina do olho, sendo responsável por até 60% do total de ácidos graxos poli-insaturados (PUFA).

Níveis adequados de DHA na dieta parecem ser cruciais para a construção de resiliência neuronal de longo prazo para um ótimo desempenho cerebral e ajudar na batalha contra doenças neurológicas.

Melhor saúde gestacional e no parto. Melhor crescimento e desenvolvimento dos bebês.

Maior adaptação ao estresse durante a gestação e prevenção de depressão perinatal.

Suplementação de DHA

na prevenção da depressão pós-parto

DHA é uma das partes do ômega-3, faz parte das gorduras essenciais e é um componente fundamental da membrana celular do cérebro, sendo transferido a taxas altíssimas da mãe para o feto. Esta distribuição é crucial para uma ótima saúde cerebral, ocular, imunidade e desenvolvimento do sistema nervoso do bebê, mas, por ser um nutriente de alta demanda do feto, a mãe pode apresentar carência, trazendo consequências como a depressão pós-parto, problemas associados à sua deficiência. A suplementação de DHA na gestação protege e traz muitos benefícios tanto para o bebê quanto para a mãe.