Cuidados com recém-nascidos: quais são e a importância nos primeiros dias

Chegar em casa com um pacotinho de amor nos braços é um momento único e inspirador.

Mesmo assim, é normal que as mamães e papais tenham algumas dúvidas sobre os primeiros passos com o bebê em casa. Afinal, o novo membro da família é um serzinho frágil, pequeno, delicado e que inspira cuidados especiais.

Acompanhe neste artigo, quais são os principais cuidados com recém-nascidos e qual sua importância para garantir o bem-estar e a saúde dos pequenos.

Qual a importância dos cuidados com recém-nascidos?

Ao nascer, o bebê tem o seu primeiro contato com um mundo inteiramente novo.

Em pouco tempo, ele precisa se adaptar e aprender uma série de coisas, como: respirar, regular a temperatura do corpo, mamar e fortalecer a sua imunidade.

É importante lembrar, que nesta fase, o choro é a forma como o pequeno comunica suas necessidades. Logo, reconhecer os motivos que fazem seu bebê chorar é a maneira como os pais aprendem a lidar com alguns cuidados essenciais.

Por isso, o choro não deve ser ignorado. Atender seu pequeno é uma maneira de transmitir confiança e amor. Ele irá se sentir mais seguro, entenderá que não está sozinho e que suas necessidades serão satisfeitas quando ele precisar de cuidados.

Principais causas do choro de um bebê

O choro é a linguagem universal dos recém-nascidos. Ele é usado para sinalizar uma série de necessidades dos pequenos, o que o torna diferente em cada situação.

Entre os principais motivos do choro de um bebê estão:

  • fome;
  • fralda suja;
  • frio ou calor;
  • dor ou desconforto, como cólicas ou dor
    de ouvido;

  • sono ou cansaço.

No início parece um pouco complicado, mas com o passar dos dias, você conseguirá identificar o motivo de cada um deles.

Assim, as necessidades do seu bebê serão mais fáceis de serem atendidas e a relação de cumplicidade e amor entre vocês tende a aumentar a cada dia.

Quais os cuidados com recém-nascidos?

Vale destacar que os cuidados com recém-nascidos começam muito antes do nascimento.

É importante que a mamãe tenha um bom acompanhamento durante todo o pré-natal, pratique exercícios para gestantes, tenha uma nutrição adequada, além de um plano de parto que atenda às suas expectativas.

Tudo isso irá colaborar para uma gestação mais tranquila e o nascimento de um bebê mais saudável.

Logo, os cuidados exigidos após o nascimento, também serão mais simples.

Como cuidar de um bebê na maternidade

Ao nascer, o bebê tem como principais cuidados a respiração, o aquecimento do corpo, a cor e o sangramento do cordão umbilical.

É importante verificar se:

  • o pequeno está respirando sem dificuldades, grunhidos ou retração no peito;
  • a boquinha e as mucosas estão rosadas;
  • não há sangramento no cordão umbilical;
  • o corpinho do bebê está aquecido.

Além disso, ainda na maternidade muitos bebês realizam o Teste do Pezinho e são imunizados contra hepatite B, além da vacina BCG.

Como amamentar

Para algumas mamães, o primeiro contato do pequeno com o peito, acontece logo após o nascimento. Mesmo se ele não sugar, esse momento é importante para estimular o contato da pele da mãe com a do bebê.

Nos primeiros dias, mantenha-se tranquila e paciente consigo mesma e não se preocupe com horário e regras.

Ofereça o peito sempre que sentir necessidade ou perceber que o bebê está com fome (livre demanda). É um processo de aprendizagem e logo você saberá exatamente como amamentar.

O leite materno é o alimento mais completo que seu pequeno pode receber. Até os 6 meses de idade, não há necessidade de água, chás ou preparações artificiais, exceto se for orientação médica.

Aderir a uma dieta pós-parto também é fundamental nesse processo, tanto para garantir a saúde do bebê, quanto a da mãe.

Como dar banho

Nos primeiros dias, os banhos devem ser rápidos e eficazes. Ou seja, é importante limpar todas as partes do corpo do bebê, mantendo-o aquecido.

Organize tudo antes do banho, para não precisar sair do local ou deixar o pequeno descoberto.

Para testar a temperatura da água, use o cotovelo, pois é mais sensível do que as mãos. Ela deve estar morna e não quente.

Envolva o bebê em uma toalha macia e comece pelo rostinho. Lave os olhinhos, de dentro para fora, as orelhinhas e o narizinho (somente a parte de fora e apenas com água).

Depois, lave as demais partes do corpo do bebê, com cuidado para não molhar o umbigo. E, por último, lave o cabelinho e seque bem.

Use produtos específicos para bebês, não use talco e procure secar todas as dobrinhas antes de colocar a roupa.

Cuidados com o umbigo do recém-nascido

Parte do cordão umbilical fica junto ao umbigo do bebê nos primeiros dias. Ele costuma cair de 5 a 10 dias após o nascimento.

Durante esse período, alguns cuidados especiais são necessários:

  • manter o local limpo e seco;
  • não enfaixar ou cobrir o umbigo (nem mesmo com a fralda);
  • não molhar durante o banho;
  • observar diariamente para verificar se não há sinais de infecção, como vermelhidão ou inchaço no local;
  • higienizar o coto umbilical com gaze ou cotonete e álcool 70%, para a retirada de sangue ou secreção ressecada.

Qualquer sinal de infecção deve ser comunicado ao médico pediatra imediatamente.

Como trocar fraldas

Recém-nascidos costumam fazer xixi e cocô com frequência. Logo, as trocas de fraldas também serão.

Durante as trocas, a pele do pequeno deve ser higienizada com algodão e água morna ou sabão neutro, em caso de evacuação. Evite usar lenços umedecidos.

A limpeza deve ser sempre de frente para trás, com o objetivo de evitar contaminações das fezes com os órgãos genitais.

Nos meninos, limpar cuidadosamente a pele que cobre a glande, para evitar lesões. Já nas meninas, abrir delicadamente os grandes lábios para retirar o acúmulo de urina e resíduos de fezes.

Secar bem o local antes de colocar uma fralda limpa.

Como fazer o bebê dormir

Um ambiente tranquilo, sem muito barulho ou luz e movimentos suaves costumam ser uma boa receita para o sono do pequeno.

Não há necessidade de movimentos bruscos para ninar. Eles podem causar náuseas, vômitos e até choro.

Você pode usar canções de ninar, playlists relaxantes com músicas bem calmas, principalmente se já colocava para seu bebê dormir durante a gravidez.

Procure não deixar mantas soltas, bichinhos de pelúcia ou qualquer coisa que o bebê possa usar para cobrir o rostinho.

Se possível, deixe o bercinho ao lado da cama do casal, pois é uma forma de acompanhar de pertinho o sono do seu pequeno.

Como cortar as unhas do bebê

Um bom começo é manter a calma, pois as unhas de um recém-nascido costumam ser muito pequenas e macias.

Você pode utilizar uma lixa, cortador ou tesoura específica para unhas de bebês, o que irá facilitar o processo.

Além disso, procure pressionar a unha antes de cortar. Isso a delimitará mais facilmente, reduzindo o risco de machucar a pele do bebê.

Como vestir o bebê

As roupas do recém-nascido devem ser diferentes das roupas dos pais. Isso porque, os pequenos costumam sentir mais frio do que os adultos.

Mesmo no verão, o bebê precisa estar agasalhado, com o intuito de manter a sua temperatura corporal. Ela deve ficar sempre em torno de 36ºC e 37ºC.

Por isso, mamães, fiquem atentas aos sinais de frio, como: hipoatividade, sonolência, pele fria ou com manchas roxas e mãos e pés acinzentados.

Outros cuidados com recém-nascidos

  • Lave sempre as mãos antes de cuidar do seu bebê.
  • As roupas do pequeno devem ser lavadas separadamente das roupas dos demais membros da família e com sabão neutro. Não use sabão em pó e amaciante.
  • Evite aglomerações de pessoas. Durante o primeiro mês, o recomendado é apenas fazer visitas ao pediatra.
  • Não receba pessoas doentes na sua casa, com gripes ou resfriados, procure limitar o tempo das visitas e manter a casa sempre limpa e arejada.
  • Ao sair de carro, transporte o bebê em cadeirinha específica (bebê conforto) e não no colo.
  • Em caso de engasgo da criança durante a amamentação, coloque a cabeça do bebê em posição lateral imediatamente.
  • Não administre chás ou medicamentos para o pequeno, sem orientação médica.

Cuidados com a mãe no pós-parto

Além do bebê, as mamães também precisam de alguns cuidados para amenizar quadros de baby blues e até mesmo depressão pós-parto, principalmente em virtude da nova rotina.

É muito importante que você, mamãe, possa contar com uma rede de apoio e sinta-se abraçada por ela.

Ao apresentar sinais, como irritabilidade, alterações de humor, falta de motivação, choro, tristeza profunda, entre outros, converse com seu parceiro e familiares.

A maternidade é um momento lindo e maravilhoso, mas muito desafiador. Lembre-se que você não está sozinha e não precisa carregar todas as responsabilidades em seus braços.

Quer saber mais sobre maternidade e cuidados com seu bebê? Acesse nosso perfil no Instagram e conheça o Be Generous, o projeto social que está fazendo a diferença na vida de muitos pequenos e gestantes.